Agende sua consulta
Fale conosco pelo WhatsApp

Como aliviar a dor do bico de papagaio

imagem ilustrativa
Imagem: Shutterstock

3 fevereiro, 2023

Por:

Também conhecido como osteofitose, o bico de papagaio pode surgir devido ao processo natural de envelhecimento do corpo humano

A osteofitose, popularmente conhecida como bico de papagaio, é uma patologia caracterizada pela presença de saliências ósseas que crescem ao redor do disco da coluna vertebral ou em volta das articulações. Leva esse nome devido à semelhança dos osteófitos com um bico de uma ave, nos exames de raio-X.

Essas formações ósseas são mais comuns na área da coluna cervical e lombar, mas podem se desenvolver também em outras articulações, como pescoço, ombros, joelhos e dedos. Continue a leitura e entenda mais sobre como aliviar a dor do bico de papagaio.

Entre em contato agora mesmo e marque sua consulta

Como são as dores do bico de papagaio

Na maioria das vezes, os osteófitos são pequenos e não causam sintomas dolorosos. Se os bicos de papagaio se formarem no interior de uma vértebra, elas podem pressionar a medula espinhal ou suas terminações nervosas. Isso pode causar não apenas dor, mas também dormência nas costas, braços e pernas.

Nos casos em que o bico de papagaio causa alguns sintomas, os principais são:

  • Dores nas costas e pescoço, podendo se estender para os ombros ou pernas;
  • Limitação dos movimentos;
  • Formigamento nos membros superiores, caso se localize na região cervical, e inferiores, se estiver na lombar;
  • Rigidez muscular e fraqueza.

Causa do bico de papagaio

Os bicos de papagaio tendem a se formar quando as articulações foram afetadas pela artrite. Ela danifica os discos intervertebrais – estruturas cartilaginosas e elásticas, localizadas entre as vértebras – causando desgastes nas articulações.

Como parte da tentativa do corpo de reparar a cartilagem danificada, uma saliência óssea surge na forma de osteófitos. Essas protuberâncias podem apertar os nervos mais próximos, causando dores e incômodos.

O principal fator de surgimento do bico de papagaio é o envelhecimento natural do corpo. Ele afeta principalmente as pessoas com mais de 50 anos, porém também pode se manifestar em pessoas jovens que possuam algum fator de risco e nos seguintes casos:

  • Má postura corporal;
  • Obesidade;
  • Problemas de coluna prévios, como a escoliose;
  • Hereditariedade;
  • Envelhecimento natural da coluna;
  • Sedentarismo;
  • Lesões na coluna.

Como aliviar a dor

Se o bico de papagaio causar apenas dores leves e esporádicas, pode ser recomendado apenas o uso de analgésicos, desde que indicados por algum médico capacitado. Além disso, a fisioterapia pode ajudar a fortalecer os músculos das costas, ajudando a se movimentar de uma forma que evite a pressão nervosa.

Já em casos mais críticos, em que a saliência óssea esteja pressionando um nervo ou limitando significativamente sua amplitude de movimento, pode ser necessária a intervenção cirúrgica.

Dicas para o controle da dor

  • Procure perder peso, caso esteja com sobrepeso ou obesidade, para aliviar a carga na coluna;
  • Use sapatos e palmilhas que ofereçam um bom apoio para os pés, para amortecer o impacto ao caminhar;
  • Inicie a fisioterapia para aprender exercícios de fortalecimento dos músculos;
  • Valorize o descanso para o corpo;
  • Mantenha sempre a postura adequada ao ficar em pé ou sentado, mantendo a coluna devidamente alinhada;
  • Caso o médico recomende, faça uso de medicamentos para dor e inflamação;
  • Em alguns casos, a cirurgia pode ser indicada para ajudar a controlar a osteofitose.

Agende já sua consulta com o Dr. Lucas Vasconcellos

Agendar agora

Qual profissional procurar para o tratamento

Consulte um médico se apresentar dores constantes ou rigidez nas costas. Caso tenha outros sintomas pelo corpo, como dormência nos membros ou dor nos nervos, também vale a pena procurar ajuda especializada.

Geralmente, o profissional procurado em casos iniciais é o clínico geral. Ele investigará a causa por trás dos sintomas e poderá examinar a área afetada. O indivíduo acometido com bico de papagaio pode ser encaminhado para um exame de raio-X, que irá destacar qualquer alteração óssea nas articulações.

O encaminhamento para um especialista é, em geral, feito a um neurocirurgião ou cirurgião ortopedista. São eles que estudarão especialmente as condições, lesões e possíveis tratamentos para o bico de papagaio.

Saiba tudo sobre os problemas na coluna com o Dr. Lucas Vasconcellos, entre em contato e agende uma consulta.

Fonte: Dr. Lucas Vasconcellos