Agende sua consulta
Fale conosco pelo WhatsApp

Quais as causas da hérnia de disco?

imagem ilustrativa
Imagem: Shutterstock

6 abril, 2023

Por:

Conheça as principais causas da hérnia de disco e como elas se desenvolvem

A coluna vertebral é uma estrutura importante para a manutenção da postura, do equilíbrio, da proteção da medula espinhal, entre tantas outras funções. Composta por 33 vértebras, é dividida em três partes: cervical (próximo ao pescoço e aos ombros), torácica (na região de mesmo nome) e lombar (localizada na parte mais baixa).

Os discos intervertebrais são estruturas, como o nome diz, localizadas entre as vértebras. Têm a função de dar apoio e amortecer a movimentação dos ossos, prevenindo o desgaste causado pelo atrito entre eles. Seu conteúdo é gelatinoso, com 90% de água e fibras de colágeno.

As hérnias de disco ocorrem quando há expansão do disco com ou sem extravasamento do conteúdo gelatinoso de seu interior — chamado de núcleo pulposo. — Elas causam compressão nos nervos próximos, o que leva a sintomas dolorosos e, dependendo da localização e gravidade da hérnia, a complicações neurológicas graves.

Diversos fatores podem ser considerados causas da hérnia de disco. Conhecê-los é importante para adotar meios de prevenção e, no caso de diagnóstico da doença, determinar o melhor método de tratamento.

O que pode causar a hérnia de disco?

Como dito, existem alguns fatores que podem ser causas da hérnia de disco. De modo geral, qualquer uma dessas causas tem relação com a compressão dos discos, que faz com que seu material se deforme ou extravase.

Nesse contexto, podemos citar como causas da hérnia de disco:

  • Envelhecimento: naturalmente, à medida que os anos passam, o disco intervertebral sofre um processo de desgaste que pode levar à hérnia.
  • Predisposição genética: muitos casos de hérnia de disco têm relação com histórico familiar.
  • Hábitos de vida, como sedentarismo, má postura e tabagismo: esses hábitos contribuem para o desgaste progressivo dos discos intervertebrais.
  • Exercícios físicos inadequados: quando a atividade física sobrecarrega a coluna, aumentam os riscos de lesões nos discos, que podem causar hérnia e outras complicações. Isso também vale para pessoas que carregam peso por muito tempo.
  • Traumas: acidentes e outros tipos de traumas podem causar alterações na coluna vertebral, como as hérnias de disco.
  • Problemas de saúde relacionados às articulações e tecidos conjuntivos.

Agende já sua consulta com o Dr. Lucas Vasconcellos

Agendar agora

O que pode agravar a hérnia de disco?

Independentemente das causas da hérnia de disco, mas dependendo da gravidade, elas podem ser classificadas em três tipos:

  • Protusa: quando o núcleo do disco sofre uma alteração de formato, sem extravasamento;
  • Extrusa: quando ocorre fissura e pode haver extravasamento do núcleo pulposo;
  • Sequestrada: quando o núcleo pulposo extravasa para o canal vertebral.

Quando não tratada adequadamente, a hérnia de disco pode se agravar, levando a sintomas não somente dolorosos, mas também neurológicos, como dor irradiada e dificuldade de movimentação dos braços, pernas e pescoço, dependendo da área da coluna atingida pelo problema.

De modo geral, a continuação de alguns atos considerados causas da hérnia de disco pode fazer com que o problema se agrave. Isso quer dizer que alguns hábitos, má postura e exercícios físicos inadequados que se mantêm mesmo após a hérnia se estabelecer podem piorar seu quadro. Quanto mais grave a hérnia de disco, mais complexo é o seu tratamento.

Tratamento para a hérnia de disco

Diversos tipos de tratamento podem ser adotados para a hérnia de disco. A determinação do método ideal depende da gravidade do problema, da sua localização, da intensidade dos sintomas relatados pelo paciente e das causas da hérnia de disco.

Os principais tratamentos possíveis para a hérnia de disco são:

  • Fisioterapia: muito eficaz no tratamento de hérnias de disco de menor gravidade, a fisioterapia consiste em uma série de sessões de exercícios para fortalecer a musculatura da região e aliviar sintomas dolorosos.
  • Medicação: desde que devidamente prescritos pelo médico, os medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios e relaxantes musculares podem ser muito eficientes para tratar os sintomas dolorosos da hérnia de disco.
  • Infiltrações na coluna: a aplicação de medicamentos injetáveis diretamente sobre o local da hérnia de disco pode proporcionar alívio mais rápido e duradouro das dores.
  • Cirurgia: é o método de tratamento escolhido apenas para os casos mais graves de hérnia de disco, quando o tratamento conservador não teve eficácia. A cirurgia remove o tecido danificado e pode ser realizada de forma aberta (tradicional), por meio de endoscopia da coluna ou por rizotomia por radiofrequência.

Qual profissional procurar?

A presença de qualquer sintoma da hérnia de disco — dor nas costas, que pode irradiar para ombros, costelas, braços ou pernas — deve ser o suficiente para que um médico especialista em coluna seja consultado. Assim, é possível fazer o diagnóstico correto do problema, seja qual for, e estabelecer o melhor método de tratamento o mais rápido possível.

Sejam quais forem as causas da hérnia de disco, um tratamento correto, precoce e realizado com a supervisão de um médico neurocirurgião especialista em tratamentos da coluna é capaz de estabelecer uma melhora significativa dos sintomas, devolvendo ao indivíduo a sua qualidade de vida.

Agende sua consulta e entenda mais sobre o assunto com o neurocirurgião da coluna vertebral Dr. Lucas Vasconcellos.

Fontes:

Revista Brasileira de Ortopedia

Associação Médica Brasileira

Dr. Lucas Vasconcellos