Agende sua consulta
Fale conosco pelo WhatsApp

Tratamentos para a hérnia de disco

imagem de uma mulher com dor nas costas
Imagem: Shutterstock

9 novembro, 2022

Por:

As alterações nos discos intervertebrais podem ser dolorosas e incapacitantes, mas são tratáveis de diversas formas. Conheça as principais

Hérnia de disco é uma lesão descrita como o deslocamento do disco intervertebral, estrutura cartilaginosa da coluna que fica entre as vértebras, com a função de proteção e amortecimento. É um problema que causa dores intensas e outros sintomas, como alterações neurológicas e de mobilidade.

Os sintomas prejudicam consideravelmente o dia a dia e são causados pelo contato e compressão do núcleo do disco afetado com nervos e outras estruturas próximas. Por isso, é importante iniciar um dos tratamentos para a hérnia de disco o quanto antes, para evitar o agravamento do quadro.

As hérnias de disco podem atingir qualquer pessoa, mas são mais comuns naquelas com mais de 50 anos. Elas podem afetar qualquer uma das três áreas da coluna: cervical, torácica e lombar, sendo as hérnias lombares as mais comuns.

Podem também ser classificadas em três categorias, dependendo da gravidade:

  • Protusa: quando ocorre alteração no formato do núcleo do disco.
  • Extrusa: quando a deformidade do núcleo é mais acentuada e pode ocorrer fissura.
  • Sequestrada: quando a parede do disco está danificada e ocorre extravasamento do núcleo para o canal vertebral.

Principais tratamentos para a hérnia de disco

As hérnias são tratáveis e o alívio dos sintomas pode devolver a qualidade de vida do paciente. Existem algumas opções viáveis, tanto conservadoras quanto cirúrgicas, de tratamentos para a hérnia de disco que devem ser consideradas de acordo com a localização e gravidade da lesão.

Fisioterapia

A fisioterapia é uma grande aliada no alívio dos sintomas dolorosos. É um dos tratamentos para a hérnia de disco mais eficazes em casos de menor gravidade. As sessões consistem em exercícios de alongamento, fisioterapia manual, estabilização vertebral e exercícios de musculação.

Remédios

Assim como a fisioterapia, os remédios são conservadores tratamentos para a hérnia de disco que podem ser eficazes em muitos casos. O uso de medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios e relaxantes musculares pode auxiliar no alívio da dor em fases agudas e prevenir o surgimento de sintomas graves.

O uso de qualquer tipo de remédio deve ser feito com devida orientação do médico especialista em coluna. O descontrole da automedicação pode apresentar riscos até mesmo de piora das lesões.

Pilates

Pilates é um tratamento para a hérnia de disco que consiste na realização de exercícios para fortalecimento da musculatura das costas e da região abdominal através do treinamento da flexibilidade junto a técnicas de respiração e controle do corpo. Permite também o relaxamento das estruturas de mobilidade, aliviando os sintomas.

Infiltrações

As infiltrações para hérnia de disco consistem na aplicação de medicamentos diretamente na coluna. É uma das opções não-cirúrgicas de tratamentos para a hérnia de disco mais eficazes, pois permite alívio duradouro das dores nas costas. Seus efeitos podem durar alguns meses, dependendo do quadro clínico do paciente.

Os remédios injetados pelo especialista podem ser analgésicos e anti-inflamatórios diretamente no ponto afetado pela hérnia. É um procedimento simples, que dura cerca de 30 minutos, feito pelo médico especialista em coluna.

Cirurgia

Cerca de 10% dos casos de hérnia de disco precisam ser tratados com cirurgia. São casos mais graves, ou que não respondem adequadamente ao tratamento conservador. As principais técnicas de cirurgia como tratamentos para a hérnia de disco são:

  • Cirurgia tradicional: aberta, realizada com anestesia geral. É feito um corte por onde é possível tirar a parte prejudicada do disco intervertebral. Apesar da eficácia, tem mais riscos e é menos recomendada que as práticas minimamente invasivas.
  • Endoscopia de coluna: é uma técnica minimamente invasiva que consiste na infiltração de pequenos tubos através de mínimas incisões, para realizar a remoção do tecido danificado.
  • Rizotomia por radiofrequência: através de agulhas, é feita a cauterização de nervos afetados pela hérnia de disco através de ondas de radiofrequência. É um procedimento minimamente invasivo que traz muito alívio das dores.

Causas da hérnia

Existem diversos fatores que podem levar ao surgimento da hérnia de disco, como:

  • Processo de envelhecimento, que naturalmente causa alterações no disco intervertebral;
  • Predisposição genética;
  • Exercícios físicos e postura inadequada frequentes;
  • Traumas de diversos tipos;
  • Problemas de saúde relacionados às articulações, locomoção e tecidos conjuntivos.

Sintomas

O sintoma mais característico da hérnia de disco é a dor nas costas, em torno do local em que se encontra a alteração. A intensidade da dor pode variar, chegando a ser até mesmo incapacitante. Também pode irradiar para regiões próximas, como ombros e costelas.

Algumas alterações podem estar relacionadas às hérnias de disco, como formigamento, fraqueza, dormência e, em alguns casos, mudanças no funcionamento do intestino e da bexiga. Esses sintomas estão relacionados às alterações neurológicas causadas pelo contato e compressão dos nervos com a estrutura afetada do disco.

Quando procurar um especialista?

Procurar um médico especialista em coluna é essencial ainda no surgimento dos primeiros sintomas, para que seja feito o devido diagnóstico. Dessa forma, podem ser estipulados os tratamentos para a hérnia de disco adequados, evitando muitas vezes a necessidade de intervenções mais complexas e piora significativa dos sintomas.

Para saber mais sobra a hérnia de disco, entre em contato agora mesmo e agende já a sua consulta com o Dr. Lucas Vasconcellos.

Fontes:

Dr. Lucas Vasconcellos

Biblioteca Virtual em Saúde

Revista Brasileira de Ortopedia