Agende sua consulta
Fale conosco pelo WhatsApp

Infiltração na coluna para hérnia de disco

imagem ilustrativa
Imagem: Shutterstock

7 outubro, 2022

Por:

Também chamada de bloqueio anestésico, técnica é utilizada para aliviar dores na coluna, como as provocadas pela hérnia de disco.

O que é uma infiltração na coluna?

Denominamos infiltração na coluna para hérnia de disco um importante tratamento clínico para o alívio da dor relacionada a esta doença. Também conhecido como bloqueio anestésico, este procedimento apresenta eficiência comprovada em dores na coluna e no nervo ciático, mas ainda gera muitas dúvidas aos pacientes com relação à temática.

Em resumo, a infiltração na coluna para hérnia de disco consiste na injeção de medicamentos que combinam corticoides, analgésicos e soro fisiológico diretamente na região da coluna afetada pela dor, como forma de trazer maior alívio ao paciente.

Entre em contato agora mesmo e marque sua consulta

Quais os benefícios da infiltração para hérnia de disco?

O principal aspecto positivo relacionado a este procedimento é sua eficácia no combate às dores associadas à hérnia de disco. A infiltração na coluna, contudo, ainda pode registrar uma série de benefícios, tais como:

  • Possibilita ao médico identificar com maior exatidão a estrutura que tem causado a dor no paciente;
  • Traz melhorias na movimentação da coluna;
  • Diminui a inflamação e alivia os sintomas;
  • Garante resultados permanentes e a longo prazo.

Cuidados

É preciso ter em mente alguns cuidados básicos ao se pensar na infiltração na coluna para hérnia de disco. Este procedimento, por exemplo, é contraindicado para pacientes gestantes, com diabetes, com infecções ativas ou que apresentem doenças cardíacas ou problemas de coagulação sanguínea.

Uma vez realizado o tratamento, também devem ser adotados alguns cuidados. A infiltração é uma metodologia simples, com aplicação de anestesia local com sedação e que normalmente condiciona alta hospitalar ao paciente no mesmo dia.

Em geral, com cinco dias já é possível retomar as atividades profissionais e do dia a dia, a depender do problema tratado. É preciso retornar ao médico para que ele se certifique de que a recuperação está progredindo conforme o desejado.

Tipos de infiltração

Existem alguns tipos distintos de infiltração na coluna que podem até mesmo evitar a necessidade de uma intervenção cirúrgica. Trata-se de um procedimento que consiste na aplicação de medicamentos na região da coluna por onde passam os nervos, os quais vão para a perna, braço, regiões das articulações ou juntas da coluna.

O bloqueio facetário, por exemplo, combate a dor em pequenas articulações na região de trás da coluna (como as torácicas, lombares ou cervicais). Em doenças como artrose ou síndrome facetaria, é comum que o paciente registre dor local na coluna, dor que irradia para outro membro ou desconforto ao se levantar ou caminhar.

Aqui, o bloqueio age no interior da articulação, promovendo uma redução do processo inflamatório, removendo a dor e possibilitando um tratamento mais efetivo.

Também existe o bloqueio foraminal (radicular), técnica que consiste em uma aplicação no forame intervertebral, região em que são transportadas as raízes nervosas, responsáveis pela condução de estímulos neurológicos para os braços ou pernas. Assim como o bloqueio facetário, este procedimento também é guiado por imagem no hospital, metodologia chamada de radioscopia.

Os bloqueios foraminais são eficientes no combate à hérnia de disco, estenose e osteofitose, desde que observadas as condições por um médico especialista em coluna.

Entre em contato agora mesmo e marque sua consulta

Quando a infiltração é indicada?

É preciso reforçar que a infiltração na coluna, para hérnia de disco ou para qualquer outra patologia, só pode ser indicada mediante avaliação prévia de um médico. Além da hérnia de disco, que nada mais é do que um deslocamento da estrutura responsável por amortecer as vértebras, comprimindo nervos e raízes, o procedimento também pode combater a artrose.

Esta última é uma doença caracterizada pelo desgaste natural dos ossos e das articulações. A osteofitose, popularmente chamada de bico de papagaio, também pode ser atenuada com a infiltração. Trata-se de uma doença caracterizada pelo crescimento anormal do tecido ósseo. A patologia também pode estar associada à hérnia de disco.

Quais são os outros tratamentos para a hérnia de disco?

Além da infiltração na coluna para hérnia de disco, existem outros procedimentos que podem ser adotados pelo médico como forma de combater a enfermidade, a depender do grau de complexidade do problema. Dentre as alternativas existentes, podemos citar:

  • Medicamentos (relaxantes musculares, analgésicos e anti-inflamatórios);
  • Sessões de fisioterapia;
  • Em raríssimas situações, intervenção cirúrgica.

Qual profissional pode realizar a infiltração?

A infiltração na coluna para hérnia de disco deve ser realizada por um médico especialista em coluna, como o Dr. Lucas Vasconcellos, neurocirurgião da coluna vertebral que há anos atua na solução de problemas dos mais variados nesta região delicada do corpo.

Como a coluna é um órgão complexo, é extremamente necessário buscar a orientação de um especialista capacitado e experiente.

Entre em contato agora mesmo com o Dr. Lucas Vasconcellos e agende já a sua consulta.

Entre em contato agora mesmo e marque sua consulta

Fontes:

Sociedade Brasileira de Coluna – SP

Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN)

Revista Brasileira de Ortopedia